Regulamento

REGULAMENTO GERAL

I COPA DO BRASIL NOSSO SOCIETY SUPERMERCADO AMÉRICA

 

 

 

  1. 1.            DA COMPETIÇÃO:

 

  1. Formas de disputa

 

A I Copa do Brasil Nosso Society Supermercado América terá como primeira forma de disputa 4 grupos (A, B, C e D) contendo 4 equipes cada que se enfrentarão duas vezes nesta fase, ida e volta, passando para segunda fase os dois primeiros de cada grupo.

A pontuação se dá:

            Vitória: 3 pontos;

            Empate: 1 ponto, seguindo para a disputa de 3 shoot-out’s para cada equipe onde o vencedor dessa disputa somará mais 1 ponto;

            Derrota: o ponto.

OBS.: Se ao final da última rodada da primeira fase houver empate por pontos entre duas ou mais equipes, deveremos seguir os seguintes critérios de desempate, por ordem de preferência:

 

Maior número de Vitórias (Bônus de Vitória no Shoot Out não conta como Vitória)      

Maior saldo de gols

Maior número de gols feitos

Menor número de gols sofridos

Menor coeficiente de disciplina (Número de cartões amarelos será multiplicado por 1 e o número de cartões vermelhos será multiplicado por 3, sendo o coeficiente de disciplina a soma desses dois valores)

Confronto direto

Sorteio

 

 Na segunda fase a forma de disputa passa à ser confronto direto e eliminatório onde:

QUARTAS DE FINAL

 

(JOGO 1) 1 GRUPO A X 2 GRUPO B

(JOGO 2) 1 GRUPO C X 2 GRUPO D

(JOGO 3) 1 GRUPO B X 2 GRUPO A

(JOGO 4) 1 GRUPO D X 2 GRUPO C

 

 

SEMIFINAL

(JOGO 5) VENCEDOR DO JOGO 1 X VENCEDOR DO JOGO 2

(JOGO 6) VENCEDOR DO JOGO 3 X VENCEDOR DO JOGO 4

 

FINAL

VENCEDOR DO JOGO 5 X VENCEDOR DO JOGO 6

 

OBS.: Caso haja W x O duplo durante a primeira fase de competição, as duas equipes terão acrescentadas às suas estatísticas uma derrota por 3 x 0, não havendo vencedor para o duelo. (Adicionado pela Comissão Organizadora após o Congresso Técnico).

 

WXO terá que pagar multa de R$ 200,00, SENDO QUÊ A EQUIPE SÓ RECEBERÁ OS PONTOS DA PARTIDA CASO TENHA EFETUADO O PAGAMENTO DA TAXA DE ARBITRAGEM.

 

  1. A partida:

 

As regras de jogo seguirão as Regras Oficias de 2015 da Confederação Brasileira de Futebol 7. O livro de regras pode ser conseguido no site da entidade (http://www.cbf7.com.br). Algumas particularidades podem não seguir tais regras, e tentaremos listá-las ao longo deste regulamento.

 

Alguns pontos importantes de serem lembrados do livro de Regras Oficiais de 2015, ou acrescentados para essa competição:

 

Cada partida contará com dois tempos de 25 minutos corridos, podendo o árbitro dar acréscimo se assim julgar necessário.

Cada equipe tem direito a solicitar um tempo técnico por período de jogo.

No tempo técnico as equipes devem se reunir dentro de suas áreas de meta, podendo entrar no campo apenas o técnico e o massagista. Nesse tempo técnico o árbitro só pode indicar o tempo de jogo para os capitães das equipes.

Cada equipe poderá utilizar até 20 (vinte) atletas em uma mesma partida, desde que todos estejam devidamente inscritos, como explicitado no tópico.

Só poderá entrar na área de jogo, de forma regular, o máximo de 20 (vinte) atletas por equipe. Caso a equipe conte com mais de 20 (vinte) atletas em área de jogo, mesmo que todos não participem da partida, a equipe sofrerá punições como jogador irregular, explicitadas no tópico “Punições” mais adiante. (Acrescentado pela Comissão Organizadora após o Congresso Técnico).

Será permitida apenas à presença do técnico e/ou o jogador que irá entrar.

Para início da partida um atleta pode ser representado como dirigente.

É permitida a substituição de membros da comissão técnica apenas uma vez na partida, desde que todos estejam devidamente registrados e que o substituído não poderá mais retornar.

Cada partida deve ser disputada por duas equipes compostas por 07 atletas em cada uma, onde um dos quais, obrigatoriamente, será o goleiro.

Não será permitido o início da partida sem que as equipes tenham no mínimo, 06 atletas no campo de jogo. Caso alguma equipe não compareça ao jogo, ou esteja com número de atletas inferior a 06, ela perderá por W.O, e sofrerá punições definidas no tópico “Punições” mais adiante.

Tal acontecimento contará como vitória por 3 x 0 para a equipe presente.

A equipe presente deverá, obrigatoriamente, inscrever 06 (seis) atletas em súmula e pagar a taxa de arbitragem para aquela partida.

  • O Tempo de Tolerância de atraso e de espera será de 15 (quinze) minutos A PARTIR DO HORÁRIO MARCADO PARA O JOGO. Ou seja, caso o jogo de uma equipe esteja marcado para 13h, o prazo de tolerância para as equipes estarem prontas em campo é até 13h15, independente se o campo de jogo esteja pronto ou não. A Comissão Organizadora será extremamente rigorosa neste ponto, e não temerá em dar W x O para os faltosos.
  • Quando o jogo for interrompido para atendimento médico de qualquer atleta, ele deverá ser substituído antes de reiniciar a partida. Este atleta só estará apto a voltar para partida quando for autorizado pelo árbitro, e somente após a próxima posse de bola da sua equipe. O único atleta que pode ser atendido em campo e continuar em campo para o reinicio da partida é o goleiro.

Cada equipe deverá ter 1 (um) atleta como capitão, que deverá ser identificado com uma tarja fixada em um dos braços de cor diferente do uniforme, devendo, obrigatoriamente, estar em campo para o sorteio e início da partida. Se este for expulso, deverá indicar outro atleta para a função.

O tempo de jogo só pode ser solicitado pelo capitão ao árbitro de campo, e pelo técnico para o representante da mesa.

Caso a equipe não tenha goleiro reserva, deverá utilizar colete por cima cedido pela comissão. Caso haja a necessidade de se utilizar um jogador do banco de reservas na posição do goleiro, ele só poderá participar da partida com o colete por cima cedido pela comissão.

O fardamento dos atletas deverá ter short, camisa padronizada, cedidas pela organização e meiões devem ser organizados pelas equipes, deverão ser iguais.

Será obrigatório o uso da caneleira.

Atletas que estiverem dentro do campo de jogo não poderão utilizar coletes em nenhuma hipótese, No banco de reservas não poderão ser utilizados coletes.

      Membros da Comissão Técnica que não fizerem o papel também de atleta, deverão estar de tênis fechado.

O atleta que for punido com cartão amarelo deverá ser automaticamente substituído, só podendo retornar ao campo após 2 (dois) minutos cronometrados de bola em jogo.

A responsabilidade da marcação desses 2 (dois) minutos é do representante, que deverá parar a contagem quando a bola não estiver em jogo.

 

OBS.: Não valerá gol diretamente de início, reinício ou após a marcação de um gol.

 

É considerado Infração Disciplinar demonstrar por palavras ou atos divergências das decisões dos árbitros, devendo ser punido como solicita o Livro de Regras Oficias 2015.

É considerada Infração Técnica o “carrinho”, sendo definido como projetar-se de forma deslizante ao solo na disputa de bola com a participação de outro atleta na jogada.

Lembrando que toda Infração Técnica ou Disciplinar acumula falta individual e coletiva.

Cada equipe terá um limite de 5 (cinco) faltas coletivas por período de jogo, sendo punida com um shoot out para equipe adversária a cada falta posterior à quinta.

Cada atleta tem um limite de 5 (cinco) faltas individuais, sendo excluído da partida no          momento em que cometer a quinta falta, não podendo mais participar dessa partida. Esse atleta não é considerado como expulso de campo.

Lembrando que podem ser relacionados até 20 (vinte) atletas para cada partida.

Os gols realizados no desempate por shoot out não serão contabilizados na disputa pela artilharia.

Em todas as partidas, cada equipe deverá pagar uma Taxa de Arbitragem no valor de R$ 45,00, devendo ser paga no momento da entrada dos dirigentes ou responsável da equipe para a área de jogo. Após a entrada na área de jogo, nenhum atleta, dirigente ou responsável poderá sair sem a posse do seu documento oficial. Atletas e dirigentes que deixarem a área de jogo durante as partidas, deverão ser advertidos com cartão amarelo assim que retornarem. (Adicionado pela Comissão Organizadora após o Congresso Técnico, mas explicitado em Congresso Técnico).

 

  1. Da Regularização de Atletas e Dirigentes:

 

É importante frisar que somente será dada a autorização para entrar no campo de jogo, de forma regular, para aqueles ou aquelas que estejam devidamente inscritos por alguma equipe, e que estejam com o status de “REGULAR”. Caso haja entrada de algum membro que não esteja devidamente inscrito, a equipe estará disposta às punições presentes no tópico “Punições” mais adiante.

Só será autorizada a entrada para a área de jogo, de formar regular, de atletas, dirigentes e responsáveis devidamente inscritos e "REGULARES" por alguma equipe, que apresentem documento oficial com foto (os especificados abaixo) no momento da entrada da área de jogo. Caso não seja apresentado o documento no momento da entrada e se consiga identificar alguma equipe apoiada por este cidadão, a equipe será considerada "IRREGULAR" para aquela partida, e sofrerá as punições estipuladas para membros irregulares no tópico "Punições" mais adiante.

Carteira Nacional de Habilitação

Carteira de Trabalho

Passaporte

Carteira de classe quando possuir Registro Geral e/ou CPF

 

Caso seja encontrado alguma contradição nos dados de RG, CPF e Data de Nascimento no momento do recebimento dos documentos, o atleta será considerado irregular, por falta de certeza da veracidade da inscrição. Caso seja comprovado um erro de digitação, o atleta poderá participar da partida normalmente. Por isso, é fundamental que todos os dirigentes confiram os dados dos seus atletas antes do encerramento dos prazos de inscrição. 

 

Caso seja identificado atleta ou dirigente irregular em campo de jogo, o representante da arbitragem irá informar ao responsável pela equipe irregular sobre a situação do seu atleta. Caso o responsável queira continuar com o atleta irregular, o representante irá relatar tal acontecimento na Ficha de Relatório da partida, e o julgamento da situação será feita posteriormente. As punições estão definidas na tópico “Punições” mais adiante.

Atletas e dirigentes só poderão estar na área de jogo, de forma regular, no período de meia hora anterior ao horário do seu jogo até 20 (vinte) minutos após o seu jogo. 

Lembrando que todos os e-mails recebidos pelos organizadores da competição deverão ser, obrigatoriamente, respondidos. Por isso, é fundamental que todos responsáveis, no momento que fizerem a inscrição de seus atletas, confiram se receberam a confirmação, pois, se a organização não receber o e-mail, não poderá ser alegado que o jogador estava regular. Ou seja, caso o responsável pela equipe envie o e-mail e não receba a confirmação, ele deverá procurar os membros da organização para reenviar o e-mail, pois, caso a comissão não receba, o atleta ou dirigente não será considerado “REGULAR” de forma alguma.

 

  1. Das Punições:

 

A equipe que contar com jogador ou dirigente irregular em área de jogo:

  • Perderá os pontos conquistados na partida que estiver irregular, mais o número de pontos máximo possíveis de serem conquistados naquela ocasião.
  • Terá o atleta ou dirigente irregular excluído da competição, não podendo mais participar de nenhuma partida durante esta edição do evento, ou seja, ele será considerado “IRREGULAR” até o final da competição. Tal atleta não poderá ser retirado nem substituído da Ficha de Inscrição de Atletas.
  • A equipe deverá pagar uma taxa de R$25,00 (vinte e cinco reais) por atleta ou dirigente irregular como punição.
  • A taxa deverá ser paga até o dia anterior a próxima partida da equipe na competição, tendo o prazo até as 23h59min deste dia.
  • A equipe só será considerada regular para a próxima partida da competição após o pagamento da taxa. Caso a equipe não faça o pagamento da taxa até o dia anterior ao da sua próxima partida, ela perderá o jogo por W x O.
  • Os gols e cartões anotados durante a partida serão contabilizados. Entretanto, as atletas e dirigentes irregulares estarão eliminados de qualquer concorrência individual durante o evento. 

Equipe que perder uma partida por W x O:

A equipe deverá pagar uma taxa de R$200,00 (duzentos reais).

A taxa deverá ser paga até o dia anterior a próxima partida da equipe na competição, tendo o prazo até as 23h59min deste dia.

A equipe só será considerada regular para a próxima partida da competição após o pagamento da taxa. Caso a equipe não faça o pagamento da taxa até o dia anterior ao da sua próxima partida, ela perderá o jogo por W x O.

Caso a equipe seja eliminada da competição o presidente perderá o OURO.

  • A comissão organizadora definirá o número de jogos de suspensão que cada expulsão provocará. Tais definições serão baseadas em relatórios feitos pelo árbitro de cada partida.
  • É importante lembrar que os dirigentes que forem expulsos também deverão cumprir punições em números de jogos definidos pela comissão organizadora.
  • O atleta que acumular 3 (cartões amarelos), sem sofrer nenhum jogo de suspensão entre eles, receberá um jogo de suspensão, sendo o subsequente a partida em que tomou o terceiro cartão.
  • Caso o atleta seja expulso na partida em que tenha tomado o terceiro cartão, ou seja, tenha tomado o terceiro cartão amarelo e em sequência ou tenha feito falta grave que tenha definido sua expulsão automática, ele sofrerá suspensão de dois jogos.
  • Em situações nas quais a Comissão Organizadora defina por uma punição de 2 (dois) ou mais jogos, a equipe punida, após a definição da punição por parte da Comissão Organizadora, poderá solicitar o comprimento da pena, em partes, de forma alternativa. Tais formas serão definidas pela comissão organizadora, e serão baseadas em atitudes que produzam um bem social. 
  • A comissão Organizadora julgará caso por caso, definindo se determinadas situações podem ou não ser cumpridas com punições alternativas, podendo cada dirigente ou responsável argumentar por e-mail sobre cada situação. 

 

Os cartões serão zerados após a primeira fase.

 

  1. Da Arbitragem:

 

A escalação dos árbitros será responsabilidade da Comissão Organizadora .

Junto com a súmula de jogo, estará anexada a Ficha para Relatórios da arbitragem, onde cada árbitro poderá relatar acontecimentos da partida. Essa ficha será avaliada pela Comissão Organizadora para definição de punições.

  • Presume-se que o documento em anexo contém informações verdadeiras. Por isso, tal ficha será levada em conta pela Comissão Organizadora até que se prove o contrário.
  • É importante frisar que o árbitro pode relatar situações de todo o local do evento, não somente do jogo em andamento. Caso seja possível identificar qualquer cidadão em situação de área de jogo ou não, este poderá ser punido dentro dos parâmetros da competição.
  • Vale ressaltar que o ambiente de competição é todo completo por sistemas de segurança, que podem ser utilizados na tentativa de provar alguma definição. Ou seja, membros que estejam inscritos por alguma equipe, mesmo que fora da área de jogo, poderão sofrer punições a depender das atitudes antiéticas que venham a causar.
  • Caso haja caso de prejuízo causado por qualquer equipe ao ambiente de competição, assim como aos negócios lá envolvidos, poderá ter seu time eliminado ou tornado irregular até que a dívida seja sanada.

 

  1. Da Comissão Organizadora:

A comissão organizadora é detentora dos direitos de decisões e julgamentos em todos os quesitos da competição.

 

  1. Da Premiação:

 

As equipes formadoras do pódio (Campeão e Vice) receberão troféus e dinheiro. As premiações individuais receberão dinheiro como descrito abaixo:

 

Equipe Campeã

R$4.000,00 (quatro mil reais)

Equipe Vice-campeã

R$ 600,00 (seiscentos reais)

Melhor Jogador

R$200,00 (duzentos reais)

Melhor Jogador da Final

R$100,00 (duzentos reais)

Melhor Goleiro

R$200,00 (duzentos reais)

Artilheiro

R$200,00 (duzentos reais)

 

 

OBS: OS CASOS NÃO MENCIONADOS EM REGULAMENTO SERÃO MERAMENTE RESOLVIDOS PELA COMISSÃO ORGANIZADORA.

 

Clubes GRUPO A

Subir Página